O financiamento de um imóvel exige muito cuidado para que, ao invés de se tornar o caminho para um sonho, se torne um pesadelo. Veja a seguir algumas dicas para tomar os devidos cuidados antes de iniciar um financiamento:

Avalie se vai conseguir pagar
O grande risco é faltar dinheiro para as parcelas e as multas por atraso se acumularem e sua dívida crescer a perder de vista. É necessário avaliar com muito cuidado se você terá capacidade de pagar mensalmente as parcelas, ao longo de muitos anos.

Tenha um fundo de emergência
Os financiamentos de imóveis duram muitos anos, e é quase impossível prever se ao longo desse período você terá algum problema financeiro (um emprego perdido, um negócio em baixa, uma doença que gera despesas altas etc.). Por isso, além de dispor de um capital para a entrada do imóvel, é importante contar também com um fundo de emergência para pagar as parcelas em caso de algum imprevisto econômico.

Pense em todas as despesas
Comprar um imóvel implica em várias outras despesas além das parcelas. É preciso planejar os gastos prevendo um valor para a entrada, outro para pagar o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), o Registro do Imóvel e a Escritura Pública, além dos gastos que serão necessários quando o imóvel for entregue, como água, luz, gás, internet, condomínio, reformas, acabamentos, móveis etc. Planeje tudo isso para não ficar inadimplente com as parcelas.

Documentação
Muita gente se atrasa na obtenção do crédito por não conseguir fornecer ao banco os documentos necessários. O ideal é levantar quais são todos os documentos exigidos, providenciá-los, e somente em seguida dar entrada no pedido de crédito.

Comprove toda a sua renda e dívidas
O banco sempre faz uma análise de sua situação financeira para avaliar se concederá ou não o crédito. E eles levam em conta não somente a sua renda mensal como eventuais outras dívidas já contratadas (como a de um crediário de uma loja, um financiamento automotivo etc.). Há pessoas que tentam ocultar essas informações com receio de não obter o crédito. Mas os sistemas atuais são muito integrados e é fácil aos bancos terem uma noção clara de sua situação financeira. Não vale a pena ocultar outras dívidas. Até porque elas podem te levar à inadimplência e a problemas maiores no futuro.

Imagem: iStock

Artigos relacionados

Deixe sua dúvida